Dicas práticas do que fazer ao chegar no Canadá

   Então você decidiu que agora é a hora de largar tudo, sair do conforto do seu já conquistado lar e embarcar nessa nova aventura de cruzar o oceano. Mesmo que você esteja somente pensando em vir morar no pólo-norte é sempre bom dar uma pesquisada antes para saber o que você poderá encontrar aqui e quando de fato chegar, já estar mais preparado.

   Uma das coisas que sempre me deixava incomodada antes de me mudar para Edmonton, é que justamente por a cidade não estar no “eixo” Toronto-Vancouver-Montreal, era muito difícil de obter informações, eu acabava querendo saber mais sobre a cidade mas as coisas práticas mesmo eram mais complicadas de serem encontradas; Por isso my friend, aqui vão algumas dicas mastigadinhas de serviços pra quando pisar em solo canadense a coisa não ficar tão tensa.

  1. Adquirindo a documentação
    A primeira coisa que eu aconselho é colocar em dia toda a documentação necessária, pois o governo só disponibiliza alguns benefícios (independente do seu tipo de visto) se você tiver como comprovar que está residindo aqui.Dois documentos são indispensáveis: o SIN number (Social Insurance Number) este número funciona como uma identificação, e você pode fazê-lo em qualquer Service centre pois irá precisar para conseguir receber seu salário, abrir conta em banco e até comprar o carro. Mas atenção o número é seu por isso guarde bem (é um papelzinho tosco) e não disponibilize para ninguém a menos que seja de extrema necessidade e seriedade.
    Outro documento essencial é a carteirinha de saúde: Alberta health Care (o nome varia de acordo com a província), aqui em Alberta a partir do momento que você tem esta carteirinha já pode marcar a consulta com o médico ~sei que em algumas outras províncias tem uma carência de três meses~. Esta você pode ir no Registry do seu bairro, levando comprovante de residência + passaporte + a taxa local, preencher o formulário e voilà em 15 dias está na sua caixinha de correio.
  2. Abrindo conta no Banco
       Os bancos aqui são um pouco diferentes dos do Brasil, a começar que não tem aquela porta gigantesca de “segurança”, mas uma coisa bacana é que você pode ligar para o banco, marcar uma reunião com o gerente, levar seus documentos e a conta será aberta de acordo com o seu perfil. Aqui existem várias redes bancárias como o Scotiabank, BMO, TD… Mas no geral para quem está chegando não muda muita coisa, basicamente todos oferecem os mesmos serviços.
  3. Adquirindo uma linha de celular
       Por incrível que pareça esta foi a parte mais chata para nós pois fomos fazer no primeiro dia que chegamos e as operadoras maiores estavam cobrando até CAD400 de adiantamento simplesmente porque não tínhamos histórico de crédito. No fim, achamos uma operadora que não nos cobrou nada além do serviço e foi o que deu.
    Mas isso também é uma coisa relativamente fácil, só atente para que as operadoras de maior renome como Bell e  Tellus por exemplo exigem um “caução” e por isso pode ser melhor ir primeiro nas menores.
  4. Se informe sobre o transporte público
       A menos que você pretenda comprar o seu carro logo que chegar aqui, você vai precisar utilizar o transporte público. Aqui em Edmonton o trem e ônibus não são mil maravilhas, mas você consegue se locomover e é super organizado. Tem como achar todas as informações necessárias desde horários até as tarifas neste site. Faça as contas de quantos ônibus você precisa para qual o melhor “passe”, mas se liga que se você comprar o bilhetinho individual ele te dá direito a usar até duas horas, ou seja, pode pegar quantos ônibus quiser neste período.
  5. Centro de apoio a Imigrantes
      Ok, digamos que você não seja um imigrante e está aqui com o tempo contado mas mesmo assim pretende arrumar um emprego, uma dica legal é ir até o centro de apoio, lá eles vão dar várias sugestões de como se portar para uma entrevista até a fazer o seu resumé, sim pois não ache você que é só traduzir o seu currículo, tem todo um paranauê envolvido.
  6. Procure um centro de lingua Inglesa
    Então você fez quinhentosmil anos de inglês na escolinha da sua cidade e tá super preparado pra viver como um poliglota ~aham~ então tenta entender os diferentes sotaques que o Canadá lhe espera! Não adianta amiguinho, vai ter que fazer um cursinho nem que seja para acostumar ozovidos. E aqui o que mais tem é ESL (english as a second language), desde os mais caros na faculdade de Alberta até os gratuitos como este que é ótimo.Acho que por hoje é só, já que este post ficou enorme, mas se quiser saber mais alguma dica é só deixar aqui na caixinha dos comentários ok?!
Anúncios

Um comentário em “Dicas práticas do que fazer ao chegar no Canadá

Os comentários estão encerrados.